Friday, August 20, 2010

Pensar, pensar...

Pode-se dizer que essa semana foi uma semana estranha, foi uma mistura de pensamentos que invadiram minha mente e praticamente me deixou "quase" louca.
Nao e facil comecar a pensar no que sera feito quando acabar esse momento au pairiano, tive a comprovacao essa semana...
Desde que cheguei aqui estive de boa o tempo todo, mas ao comecar a analisar que ja se passaram 3 meses, e que provavelmente os proximos 9 irao passar tao rapido quanto estes ultimos 3, confesso, pirei.
Quando sai do Brasil a minha vida estava naquela coisa, ja nao sentia mais vontade de fazer nada na minha cidade, a maioria dos meus amigos ja estavam namorando, casados, ou alguma coisa do tipo, minha vida estava bem solitaria, apesar que isso nunca me incomodou p/ falar a verdade, afinal, eu aprendi muita coisa nesses momentos de solidao, nem sempre desejados, mas, olhando hoje vejo que foram necessarios, afinal de contas nesses momentos nos conhecemos melhor, aprendemos a viver.
Pensei em tantas coisas, entre elas me veio a lembranca da minha avo, que e um dos grandes motivos de eu estar aqui, longe de casa, longe da minha cidade. Minha avo, me faz tanta falta, e essa semana pensei tanto no que ela sempre dizia, na verdade acredito que ela sim acredita em mim, pq apoio mesmo de familia nunca tive, nunca me impediram de fazer nada, mas tambem nunca me incentivaram a buscar outra realidade a nao ser a que eles sempre viveram.
Minha avo nunca viajou, mal saiu da minha cidade, sempre trabalhou muito, mas nunca reclamou de nada, mesmo quando se encontrava na situacao que qualquer pessoa iria fazer o contrario. Fazem 5 anos que ela faleceu de cancer. Me apeguei muito a ela principalmente quando ela adoeceu, era com ela que eu conversava todos os dias, era ela quem me dizia qdo eu falava em fazer algo, isso, va, faca, e, ela acreditava em mim, enquanto minha mae sempre achou tudo que eu dizia uma loucura, oras, p/ que ir morar em outro pais? P/ que conhecer outros lugares, p que? P/ que? (...)
Realmente o que farei depois, continou sem saber, talvez continue aqui por mais 1 ano, talvez volte, talvez, talvez...
So sei que nao tenho medo, afinal a vida e agora, e esta ai p/ ser vivida!
Como diz a musica: "O certo e que eu to vivendo eu to tentando!"
E isso ai, precisava desabafar.
Viviane

1 comments:

karla daniele said...

Olha, vou te dizer uma coisa: avó é a melhor coisa do mundo. Me identifiquei demais com o que vc escreveu, minha vó tbm morreu há 5 anos atrás e tbm era com que ela que eu conversa e era ela que sempre acreditou em mim e me apoio. Se eu fosse esperar palavras de incentivo da minha mãe ou de algum outro parente, teria me casado aos 20 anos e não feito nada da vida.

Bjos e boa sorte!!

Post a Comment

Previous Post Next Post Back to Top